Igreja de Campos de Jordão

Turismo, Judô e Fé

Entrevistados: Pastor Orlando Valini

23 de novembro de 2020

A cidade de Campos do Jordão é um dos principais destinos turísticos do país. Com o passar dos anos, tem se tornado referência em turismo de inverno e gastronômico. O que os mais jovens talvez não saibam é que no início do século passado, o fato do clima local apresentar altos níveis de oxigênio, junto as baixas temperaturas da região, a cidade passou a ser referência no tratamento de tuberculose. Nos meados da década de 40 Campos do Jordão já possuía 14 sanatórios e dezenas de pensões nas vilas. Nesta época a cidade passou a atrair médicos e pacientes de todo o país e isto tem relação com a nascimento da igreja nesta cidade.

Fachada da igreja

Existem relatos de visita e evangelização desde o ano de 1939, realizados pelo Pr. “Daniel” Massayoshi Nishizumi. Em 1948 chega à cidade a missionária Hellen Voller, que tinha ido à estância climática tratar-se de uma doença respiratória. Em seu período de tratamento ela iniciou o trabalho de evangelização, primeiro buscando as crianças da cidade e depois percorrendo os sítios dos japoneses a cavalo, fazendo ação social e através destas ações mostrando o amor de Cristo. A missionária Hellen permaneceu na cidade até 1955, deixando mais de uma dezena de pessoas batizadas, um grupo de EBD e culto que atravessaram gerações.

Família da irmã Célia

Apresentação King's Kids do grupo de jovens

 

Membros deste grupo se espalharam por São Paulo e desenvolveram outros trabalhos evangelísticos como é o caso da igreja de São José dos Campos, que é fruto da igreja de Campos do Jordão.

Atualmente, são poucas as famílias japonesas que residem na cidade, a maioria mudou-se para cidades maiores em busca de melhores oportunidades e estudo para seus filhos. Vale ressaltar o Sr. Hiroshi Shinta e sua esposa Fumie, que foram responsáveis locais por décadas e que com muita dedicação, fidelidade e carinho cuidaram da igreja. E Issamu Kobayashi, que durante 10 anos foi pastor local desta comunidade.

Sr. Hiroshi Shinta e sua esposa Fumie

Apresentação King's Kids do grupo de jovens

Hoje a igreja de Campos de Jordão não tem pastor e é apoiada por algumas igrejas. A igreja de São José dos Campos é responsável, em parceria com a irmã Célia, e se revezam com a igreja de Pindamonhangaba no envio de pregadores e professores para realizar os cultos, escola dominical e treinamento da equipe de louvor.

Sendo uma cidade turística, muitos membros trabalham aos domingos e não conseguiam participar dos cultos. Assim, no ano de 2019, às quintas-feiras, o pastor Orlando Valini viajava de São José dos Campos semanalmente para realizar os cultos à noite. Aproveitava a viagem e fazia também visitas e discipulados.

Projeto Plátanus

"O Projeto Plátanus é um trabalho que começou tão simples, mas que faz diferença na vida de tantas pessoas. Seja na vida delas mesmas como para a própria igreja."

Irmã Célia

Pr. Rodolfo e família

Toda a comunidade espera ansiosa pelo fim da pandemia para voltar se encontrar e continuar os cultos e suas atividades.

Uma alegria para o ano de 2021, é a resposta de um dos pedidos de oração; o pastor Rodolfo estará colaborando com a igreja de Campos do Jordão.

  • Levantar líderes para o futuro da igreja

  • Crescimento espiritual dos membros

Ore conosco pela igreja de Campos do Jordão:

  • O pastor Rodolfo estará colaborando com a igreja de Campos de Jordão a partir de 2021

  • Pela conversão da família da Célia, filhos, netos e outros jovens como fruto do projeto Plátanus

  • Pelas igrejas irmãs de São José dos Campos e Pindamonhangaba que tem colaborado por muitos anos

Motivos de agradecimento:

Texto da Revista de Oração de 2017

CAMPOS DO JORDÃO (Ponto de pregação)

 

ENDEREÇO

R. Tadeu Rangel Pestana, 211 – Abernéssia

12.460-000 – Campos de Jordão – SP

(12) 3664.4513

 

HORÁRIO DAS ATIVIDADES

Culto de Celebração: Domingo às 9:30

Treino Judo: Segundas e quartas às 14:00

 

PEQUENO HISTÓRICO

Existem relatos de visita e evangelização desde o ano de 1939, realizados pelo Pr. “Daniel” Massayoshi Nishizumi.

 

Em 1948 chega a Campos a missionária Hellen Voller, que tinha ido à estância climática tratar-se de doença respiratória. Mesmo em seu período de tratamento ela iniciou o trabalho de evangelização, primeiro buscando as crianças da cidade e depois percorrendo os sítios dos japoneses a cavalo, fazendo ação social e através das ações mostrando o amor de Cristo.

 

A missionária Hellen permaneceu em Campos do Jordão até 1955, deixando mais de uma dezena de pessoas batizadas, um grupo de EBD e culto que atravessaram gerações. Dentre elas, Carmem Abe (Saúde) e Mitsuzu Yamada (Sorocaba).

 

A partir de Campos do Jordão nasce, décadas mais tarde, a igreja de São José dos Campos.

Atualmente a IMeL Campos do Jordão abre às segundas e quartas feiras para um projeto de evangelização através do judô (Projeto Plátano) e aos domingos para os cultos. A IMeL São José dos Campos e a congregação de Pinda enviam equipes e pregadores mensalmente.

 

Pedimos ao Senhor que levante trabalhadores que possam assumir a responsabilidade pastoral sobre este grupo. O responsável local é o Sr. Hiroshi Shinta, homem de Deus, que tem cumprido fielmente seu papel.

 

NÚMERO APROXIMADO DE MEMBROS: 10

Campos
Campos
Platanus
Platanus
Campos_do_jordão
Campos_do_jordão